Amor à natureza

Cuidando das aves do céu!!!

Bonito BirdWatching

Filhotes caídos do ninho

Um dos milagres mais bonitos que a primavera nos traz é o nascimento de filhotes, sejam mamíferos, aves, insetos ou qualquer grupo animal que nos indica a continuidade da vida, independente das dificuldades.

Estamos quase entrando no verão, época em que parte dos passarinhos já estão deixando seus ninhos, a maioria na hora certa, porém alguns um tanto prematuros e apressadinhos podem cair dos ninhos antes da hora, correndo risco de serem predados por outros animais ou morrer de frio (natural, vida selvagem é assim mesmo).

Mas e aí, devemos ficar olhando o passarinho morrer ou podemos ajudar?

Nós podemos interferir, especialmente nos ambientes já modificados pelo homem, desde que isto não prejudique a ave. Veja as excelentes dicas no Wikiaves sobre como proceder com filhotes encontrados e acompanhe as informações abaixo, fornecidas pelo veterinário Dú Nyari.

2. Caso o filhote caia do ninho (pode acontecer por causa da chuva, fugindo de predadores, ou tentativa de voo antes da hora), observe por algumas horas à distância. Pode ser que os pais continuem cuidando dele mesmo no chão. Apenas certifique-se que não existe risco (cachorros, gatos, crianças, etc). Não toque no filhote.

v=106vrr9yPUwhttp://www.youtube.com/watch?v=106vrr9yPUw (Vídeo publicado em:1-02-2013 por:mrschepalero.)

3. Caso perceba que o filhote foi mesmo abandonado por já estar lá há algum tempo sem receber comida ou sem observar os pais por perto, procure pelo ninho e tente colocá-lo lá novamente, e acompanhe. Provavelmente os pais voltarão a cuidar dele. Se não for possível alcançar o ninho, deixe-o num galho mais alto da árvore, caixa ou mesmo numa gaiola ABERTA perto do ninho.

4. Caso isso não aconteça, e só então, você decide se vai deixar a natureza agir ou se vai interferir cuidando desse passarinho. Caso decida cuidar, lembre-se te ter o menor contato possível com a ave para evitar que fique mansa, o que pode significar riscos no futuro.

5. Caso o filhote esteja molhado, seque-o e encoste-o em seu corpo para que fique quentinho (dá pra colocar no bolso em alguns casos…) Coloque-a numa caixa de papelão e mantenha a mesma aquecida, para isso deixe uma lâmpada quente acesa perto da caixa (mas não encostada para não correr o risco de queimar) o suficiente para ficar quentinho. Tem que ficar fora da caixa para a luz não incidir diretamente na ave. O aquecimento pode ser feito também com bolsas térmicas ou garrafas pets com água quente.

6. Forre a caixa com pano, ou jornal picado. No caso de filhotes de pica-pau, a caixa pode estar sempre fechada e ter apenas um buraco por onde passar o alimento. Mantenha a caixa fechada e longe de gatos, cachorros, crianças e demais curiosos…

7. Filhotes mais prematuros devem ser alimentados logo que encontrados com Solução Fisiológica e glicose 2,5% (1 ml de Solução Fisiológica com 1/2 ml de glicose), algumas gotas diretamente no bico para hidratar e fornecer energia, independente da espécie, até providenciar alimentação adequada: papa de sementes para os granívoros, papa de frutas para os frugívoros, carne para os rapinantes (não esquecer do cálcio) e assim por diante.

8. A melhor forma de fornecer o alimento é com o uso de uma seringa pequena cortada na ponta, introduzindo o alimento aos poucos. Observe que este deve estar na temperatura ambiente. Evite contato direto com o filhote, se possível forneça o alimento sem tocar na ave. Para isto basta tocar no bico com a seringa ou ainda com um palito grosso (espetinho de madeira ou hashi)

Editado:LEMBRE-SE : Os filhotes, quando deixam o ninho, têm o tamanho muito próximo do das aves adultas mas, normalmente, a cauda é curta. Eles devem ser deixados onde estão ou no local seguro mais próximo possível pois, mesmo tendo poder de vôo, ainda necessitam ser alimentados pelos pais, que raramente os abandonam, mesmo que nós não os enxerguemos. Já os filhotes muito novos que acidentalmente caíram do ninho devem ser recolhidos e encaminhados a SOS AVES E CIA.

Os primeiros vôos são curtos e, às vezes, nos dão a impressão de que a ave não está conseguindo voar. Ela está aprendendo, assim como precisa aprender com os pais onde conseguir alimento e abrigo. Se forem retiradas do ambiente, correm risco de não sobreviver ou não poderem ser readaptadas à natureza sendo condenadas ao cativeiro por toda a vida.
(SOS Aves e Cia).

Anúncios

Como os pássaros aprendem a voar!

chick8A aves aprendem a voar assim como nós aprendemos a andar, através de uma combinação de instinto e prática. No entanto, aves que não voam, como os pinguins e avestruzes já perderam o instinto de imitar as outras aves.

A maioria dos pássaros não pode voar até que a sua estrutura muscular se encontre bem desenvolvida. Enquanto isso não acontece, os pássaros recém-nascidos não saem da segurança do ninho, sendo alimentados e protegidos pelos seus progenitores. Estes vão desenvolvendo por isso uma dependência que deve ser ultrapassada, para isso os seu progenitores tentam ensinar os filhotes sobre a importância de voar, colocando-se a uma certa distancia do ninho enquanto alimentam as crias, forçando estas a deslocarem-se até à sua localização para receber o alimento, acabando muitas vezes por cair do ninho e ser carregado até ao mesmo pelo progenitor.

Este processo, por muito estranho que possa parecer, acaba por ensinar o jovem pássaro sobre a mecânica de voo, sendo que as suas quedas do ninho vão ficando cada vez mais suaves, uma vez que o jovem começa a utilizar as suas asas para amortecer a queda.

Após algumas semanas de prática e imitação, as aves jovens vão aprendendo algumas técnicas de voo mais avançadas. Com o tempo estes vão aperfeiçoando a técnica, estando nessa altura aptos para ensinar as suas próprias crias.
(Por: Linking-Publicado por: Pedro de Sá.)

Se dependesse de mim, ninguém cortaria árvores nessa época…É Primavera!

“Minha terra tem palmeiras, Onde canta o sabiá, As aves que aqui gorgeiam, Não gorgeiam como lá”.   (canção do exílio)                 Falo isso porque assisti a derrubada de mais de trinta arvores para construção de prédios. Muitas pitangueiras, e outras arvores que alimentavam os pássaros foram destruidas. Gente, é  muito triste ver o desespero dos pássaros,voando para lá e para cá, até no meio da noite, voces acreditam que até o canto deles mudou? É um triste  lamento, eles também tem sentimentos! Os ninhos deles estão lá, sendo massagracrados, como entender isso?  Porém o pessoal tem autorização para derrubar as árvores…é o progresso  chegando!!! Fazer o quê?

Moradores vizinhos se revoltaram neste sábado, as máquinas tiveram que dar um tempo…mas eles mostraram a autorização, estão dentro das leis da Cidade de Curitiba… Cidade Ecológica!!!

Editado: O sabiá é citado por poetas como o pássaro que canta na estação do Amor.       

Editado: Tínhamos tanta esperança que pelo menos a grande jabuticabeira, (com mais de trinta anos), sobrevivesse mas não teve jeito, na segunda-feira ela também tombou… linda, majestosa toda verdinha, se preparando para a próxima florada… enfim… ficaram as lembranças da alegria dos pássaros em cada amanhecer, em cada entardecer! Com certeza isso ninguém, nunca poderá destruir…