Celebridades In Memoriam.

Minha eterna gratidão a “Professora Almadir Caron”.

A Professora Almadir Caron foi minha mestra e amiga quando cursei a quinta série na Escola Paroquial Santa Cruz. Eu que estava bastante desanimada dos estudos por ter sido muito humilhada por outra professora, encontrei na Professora Almadir tudo que precisava para ter uma vida equilibrada e feliz…Como se o sol entrasse em minha vida!!! Muito tempo se passou mas eu jamais  esqueci a Professora Almadir Caron.

Editado: Esqueci de dizer que o problema que tive foi em outra escola, dois anos antes de  me matricular na “Escola Paroquial Santa Cruz” onde  sempre fui tratada com muito respeito, e onde concluí o curso ginasial no  “Ginásio Padre José de Anchieta”.

Anúncios

A cantora Amy Winehouse teria morrido por ter deixado a bebida.

O tablóide inglês “The Sun” afirma em nota que a cantora Amy Winehouse teria morrido por ter deixado a bebida.



Segundo a publicação, a família acredita que a decisão drástica de largar tudo de uma vez só, ao invés de seguir a recomendação médica de diminuir gradualmente as doses alcoolicas, teria feito com que o corpo da cantora inglesa entrasse em colapso.   “A abstinência deu um susto muito grande ao corpo, e ela morreu porque desistiu de beber”, disse uma fonte. A cantora inglesa faleceu no último sábado (23) ainda de causa desconhecida. Amy Winehouse foi encontrada morta por um de seus seguranças particulares.

Em entrevista, Mitch Winehouse, pai da cantora, afirmou que Amy havia parado de beber há três semanas, e que estava determinada com a recuperação. “Ela me disse, ‘Pai, eu já bebi demais. Não consigo encarar mais este olhar seu e de nossa família'”, disse o ex-taxista.

Amy Winehouse estava morta em sua cama havia seis horas!!!

As principais publicações que se dedicam à cobertura da vida das celebridades buscam explicações para o falecimento da jovem

cantora, aos 27 anos, em Londres, no último sábado, 23. Apesar da saúde instável da popstar, a informação chocou o mundo e causou

comoção entre os fãs.

O “The Sun” tem seis paginas de cobertura – a maior desta segunda para Amy. A matéria de capa afirma que Amy estava morta em sua

cama havia seis horas. Segundo o tablóide, a cantora fazia check-ups regulares de saúde por causa de sua batalha contra drogas e

bebidas. O texto diz que um médico a examinou na noite da sexta-feira, 22.

“O doutor estava tão contente com o estado dela… Quando ele saiu da casa dela, na sexta-feira, ele não tinha nenhuma preocupação”.

O texto também afirma que a polícia não encontrou sinais de drogas na casa. O segurança que a encontrou disse que ela estava na

cama sozinha depois de afirmar que queria dormir um pouco. Ela morreu sozinha na cama, diz o jornal.   Música de estréia da cantora Amy Winehouse.

Ainda na cobertura do “The Sun”, o ex-marido de Amy diz: “Minhas lágrimas nunca vão secar”. Blake Fielder-Civil está preso

cumprindo pena por roubo. O jornal também afirma que a cantora passou as ultimas três semanas em casa, bebendo e entrando em

contato com velhos amigos, algo que ela nunca havia se preocupado em fazer antes. Com um tom dramático eles dizem: “Era como se

ela soubesse que o fim estava próximo.”

Familiares e amigos mais íntimos se encontraram no pub The Arms Hawley, onde a cantora costumava frequentar. Chateado, o dono do

pub fez uma declaração.

“Ela era uma pessoa especial com uma alma boa. Isso não deveria ter acontecido. Sua perda está sendo dolorosa”, relevou.

O vizinho John Lea disse, ainda, que a viu duas semanas atrás e que a cantora aparentava estar bem. – Nos encontramos

ocasionalmente e ela parecia estar normal – contou Lea.

Família de Amy Winehouse divulga nota na qual se diz muito abalada e pede privacidade

Em nota divulgada à imprensa internacional, a família de Amy Winehouse disse que está muito abalada com a perda da cantora.

“Nossa família está desolada com a perda de uma filha, irmã e sobrinha maravilhosa. Ela vai deixar um buraco em nossas vidas”,

lamentaram os familiares, que pediram discrição no caso. – Estamos todos reunidos relembrando dela e gostaríamos de ter mais

privacidade neste momento terrível.

Janis Winewhouse, mãe da cantora, esteve com Amy na véspera de sua morte e achou que a filha não estava bem.

“Ela parecia estar fora de controle”, afirmou Janis ao tabloide Sunday Mirror.

Da Agência O Globo

Detalhes sórdidos das últimas horas de vida de Amy começam a emergir. De acordo com a imprensa internacional, a cantora que morreu

aos 27 anos foi vista comprando substâncias que poderiam ser ecstasy, heroína, cocaína e ketamina (um medicamento veterinário

alucinógeno) com um traficante em Camden, na última sexta-feira, 22, véspera de sua morte, por volta das 22h.

Apesar dos rumores, a polícia britânica permanece fazendo exames e ainda não divulgou o motivo da morte de Amy. A previsão é que o

resultado dos exames seja divulgado nesta segunda-feira.

A música “Rehab” cantada por Amy Winehouse retrata sua própria a vida.

Na letra, versos como “Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse não, não, não”, chamam a atenção para a proximidade com a vida da artista. Confira a tradução da música e veja o clipe:

Rehab (Reabilitação)
Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse não, não, não’
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem
Ele me fará ir para a reabilitação, mas eu não irei, irei, ireiEu prefiro ficar em casa com Ray
Eu não tenho setenta dias
Porque não há nada
Nada que você possa me ensinar
Que eu não possa aprender com o Sr. HathawayEu não aprendi muito nas aulas
mas sei que não aprenderei num trago de bebidaEles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse ? não, não, não’
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem
Ele me fará ir para a reabilitação, mas eu não irei, irei, ireiUm homem me disse : – por que você acha que está aqui?
Eu disse que não fazia idéia
Eu vou, vou perder meu amor
Então eu sempre tenho uma bebida por perto
Ele me disse: – eu acho que você está deprimida,
Me dê um beijo, baby, e vá dormir.Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse ? não, não, não’
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, verEu não quero beber nunca mais
Eu só ooh eu só preciso de um amigo
Eu não irei perder dez semanas
Com todos achando que estou de recuperação.Não é só meu orgulho
É só que minhas lágrimas secaram.Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse ? não, não, não’
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver.
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem
Ele me fará ir para a reabilitação, mas eu não irei, irei, irei.
          Back to Black, grande sucesso da cantora Amy Winehouse…

Morreu tão jovem a bela cantora Amy Winehouse. Que pena!!!

Corpo da cantora Amy Winehouse sendo retirado da sua residencia. Gente que tristeza!!!

Morreu no início da tarde deste sábado (23) a cantora britânica Amy Winehouse aos 27 anos. O corpo foi encontrado em seu apartamento após o serviço de emergências ter sido chamado por volta do meio-dia (pelo horário de Brasília, meio da tarde em Londres). A suspeita é de overdose. A polícia da região de Camden Square divulgou comunicado confirmando a morte da cantora. “Fomos chamados devido a descoberta de uma mulher morta. As circunstâncias da morte serão investigadas. Num primeiro momento, não sabemos explicar”, encerrou a mensagem.No final de junho, pouco depois de sair de uma clínica, Amy Winehouse foi vaiada durante um show em Belgadro, na Sérvia, porque o público não entendia as músicas que ela estava cantando. Aparentemente bêbada, e coçando o nariz compulsivamente, a cantora encerrou a apresentação e cancelou sua turnê europeia.Nas últimas semanas muitos boatos sobre uma recaída voltaram à mídia. A cantora não conseguiu entrar no palco para uma apresentação. A banda tocou por vários minutos esperando que Amy entrasse, mas desistiram quando ela disse não ter condições.Durante uma entrevista em 2008, sua mãe Janis disse que a família não ficaria surpresa se a filha morresse antes da hora. “Eu conheço minha filha há muito tempo e sei que ela pode estar morta dentro de um ano. Nós estamos olhando ela se matar lentamente”, desabafou.A última aparição pública da cantora foi nesta quarta-feira (20), no iTunes Festival, em Londres. A cantora abraçou sua afilhada Dionne Bromfield e, ao microfone, pediu para que as pessoas comprassem o álbum da adolescente, Good For The Soul, lançado neste mês. Amy se apresentaria no festival TMN em agosto, mas devido aos problemas com álcool e drogas acabou sendo substituída.               

“Amy cancelou aparições em Istambul e Atenas. Apesar de sentir que ela queria cumprir estes compromissos, ela concordou que ela não pode realizar o melhor de sua capacidade e vai voltar para casa”, disse o porta-voz da cantora. “Ela gostaria de pedir desculpas aos fãs esperando para vê-la nos shows, mas sente que essa é a coisa certa a fazer”, completou o porta-voz.  


A morte de Amy Winehouse aos 27 anos coloca ponto final em uma das mais inconstantes trajetórias da música contemporânea. Com talento vocal impressionante, a cantora britânica foi unanimidade em duas características opostas: talento e polêmicas. Com capacidade vocal inquestionável, suas performances eram apenas atrapalhadas por seu principal problema: o abuso de álcool e drogas.

Amy Winehouse nasceu em Londres no dia 14 de setembro de 1983 em uma família judia, que teria sido a fonte de seu interesse por jazz. Aos nove anos, por sugestão de sua mãe Janis, entrou em uma escola de teatro, a Susi Earnshaw, e lá ficou por cerca de quatro anos. Após isso, ingressou em outra insituição, a escola de teatro Sylvia Young, da qual teria sido expulsa aos 14 anos por mau comportamento.

Foi nessa idade que Amy começou a escrever cancções e ingressou rapidamente no meio musical. Além de cantar em um grupo de jazz, Amy chegou a colaborar com textos para a World Entertainment News Network.

Com alguma publicidade de seu trabalho, assinou um contrato em 2002 com a Island Records. Em alguns meses de trabalho, Amy conheceu Salaam Remi, que produziu a maior parte de seu álbum de estreia, ‘Frank’. Lançado em outubro de 2003, o disco foi bem acolhido pela crítica, recebeu elogios e Amy foi comparada a grandes vozes, como Macy Gray e Sarah Vaughan.


Morre em São Paulo o cantor espanhol, Manolo Otero.

                         O cantor espanhol Manolo Otero, uma das vozes românticas de maior sucesso nos países latinos nas décadas de 1970 e 1980, morreu na cidade de São Paulo, onde morava há anos. A informação foi passada nesta quinta-feira (2 de junho) por uma pessoa próxima ao artista.

Otero, de 63 anos, estava internado no Hospital das Clínicas de São Paulo por causa de um câncer de fígado, descoberto há pouco tempo, segundo contou Evandro Segato, da Vibra Produções, empresa que o representava no Brasil.

“Fomos pegos de surpresa, ninguém esperava por isso”, declarou Segato, que contou que o artista morava na cidade de Indaiatuba, nos arredores de São Paulo, com sua mulher e produtora artística, a brasileira Celeste Ferreira.

Segundo Segato, Manolo Otero perdeu em dezembro sua mãe. Depois disso, viajou à Espanha para resolver assuntos familiares e, quando retornou ao Brasil, neste ano, descobriu a doença em estágio avançado.

Por decisão de sua mulher, o artista, nascido em Madri, foi cremado nesta quinta-feira em cemitério da cidade de Santos.

Manolo Otero começou a estudar canto aos 14 anos com sua madrinha, que era professora de piano e diretora do coral da filarmônica de Madri, como consta em seu site oficial. O artista, que estudou Filosofia e Letras na Universidade de Madri, gravou seu primeiro disco em 1975, com o título de “Todo el Tiempo del Mundo”, sucesso de vendas nos países latinos e também no Brasil.

Em 1973, casou-se com a atriz e cantora María José Cantudo, com a qual teve um filho, Manolo Otero Júnior, e de quem se divorciou em 1979.

O intérprete de “Vuelvo a Ti” (Vuelvo a ti/ Vencido y derrotado/ Casi desesperado vuelvo a ti/ Vuelvo a ti/ Creyendo ser gigante/ Yo estúpido, ignorante/ Vuelvo a ti), “Bella Mujer” e “Qué he de Hacer para Olvidarte”, figurou nos palcos até pouco tempo. No ano passado, ele se apresentou nos Estados Unidos, Colômbia, Venezuela e Bolívia.